Conceitos: construção sustentável

O princípio básico da construção sustentável a harmonização de casas e edifícios com o meio ambiente. Esta forma de produção entrou em evidência com a Crise do Petróleo na década de 1970 em busca de novas formas.

Atualmente o Brasil ocupa o 4º lugar no ranking de países que mais produzem prédios verdes pelo mundo, perdendo apenas para os EUA, China e Emirados Árabes, dados da USGBC (United States Green Building Council).

Para o Instituto de Desenvolvimento da Arquitetura, a bioconstrução ou construção sustentável deve prezar diversos fatores, entre eles o estético, diminuição energética, diminuição residual e ter um desenvolvimento tecnológico.


(André Pinheiro/Divulgação/CASACOR)

Segundo a Plataforma Sienge, para tornar-se uma construção sustentável precisa-se seguir alguns critérios, eles são:

(1) Arquitetura Inteligente: leva em conta o entorna da edificação, principalmente em área de preservação ambiental.

(2) Eficiência energética: além de influência no custo financeiro, o consumo de energia tem um papel ambiental importante na construção.

(3) Gestão de água: o reaproveitamento de água da chuva pode ser usada como uma maneira de menos impacto.

(4) Uso de materiais: soluções mais ambientalmente eficazes, com menor impacto já movimenta o mercado e pode-se analisar como uma futura tendência próxima.

(5) Controle de resíduos: restos de materiais residuais causam grande impacto ao meio ambiente, e pois isso uma gestão eficiente deve presidir, a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) conta com diretrizes para o direcionamento e manuseio de material.


Edifício Bosco Verticale / Boeri Studio | Fotos: Paolo Rosselli, Laura Cionci


O Edifício Bosco Vesticale, construído em 2014 em Milão, na Itália, é considerando um destaque pela vegetação rasteira pelo entorno das duas torres residenciais. Essa camada de vegetação favorece na construção de um microclima para os moradores, filtrando a luz solar e dispensando uma abordagem agressiva ao meio ambiente. Além disso, estimasse que mais de 1.600 espécies de pássaros, borboletas e insetos usufruam a estrutura o que ajuda no repopulamento local da flora e fauna.



Fonte: eCycle, Sienge e ArchDaily.


© 2019 Siga Arquitetura e Grupo SIGA.

Todos os Direitos Reservados

  • w-facebook
  • Branca Ícone Instagram
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now